31 de dez de 2009

Retrospectiva

Final de ano. Nada mais clichê que uma retrospectiva. E eu odeio clichês.

Mas é incocebivel um post em pleno dia 31 sem mencionar o assunto. E além do mais, todos os leitores são amigos e uma retrospectiva termina inevitavelmente com um feliz ano novo. Ou seja, economizo tempo e dinheiro via blog. E se você está lendo isso em janeiro, azar o seu.

Bem, vamos começar logo com isso.

2009 foi o ano mais indesejado de todos os tempos. Todos só falavam na crise. No aquecimento global. Que o Mundo estava irremediavelmente fodido.

E realmente, o começo parecia o apocalipse.

Gripe suína, crise, Americano 2x0 em pleno São Januário.

Paralelamente, no meu mundinho feliz, eu tava no ceú.

Eu tive um começo perfeito.

O único boletim 0 vermelha da turma. Maior média da turma em matemática(7,1). E ainda era aluno novo.

Mais o ceú de brigadeiro me traiu.

Enquanto o Mundo de Verdade melhorava, eu ia caindo.

E verdade seja dita, o Mundo mandou bem. Em especial o Brasil.

Surfou na marola, peitou a suína e o Vasco só não ganhou do Corinthians por causa do juiz.

Enquanto isso, eu chegava cada vez mais perto do fundo do poço. E cavando.

Atingi patamares vergonhosos dos quais não me orgulho.

Mais como todos já sabiam, eu passei.

Agora, o Mundo...

Se não acabar em 2012, a escassez e o aquecimento global dão conta.

Aliás, o Mundo está bem. AS PESSOAS que estão fodidas.

Com mérito, diga-se de passagem.

Mas não se preocupem com isso.

Ainda.

Enfim, um feliz ano novo, que aliás era o propósito dessa retrospectiva meio retrospectiva e meio alguma coisa que definitivamente não é uma retrospectiva mais parece uma de longe.

27 de dez de 2009

Britney Spears pelada em novo filme pornô com a a Xuxa


Eu sei que o título não tem nada a ver com o post, mais é de propósito. Deixa eu explicar melhor.
Eu instalei um contador de visitas.
Há dez minutos atrás tinha uma só. Normal. Eu tirei o print, tinha 4. Agora tem 9.
Como minha mãe vale por quatro e não por nove, eu achei estranho.
Só existia uma explicação: as pessoas procuram coisas nada a ver no Google e saem.
Por isso o título. Eu vou testar a minha teoria e ver se o blog explode em acessos.
Desejem-me sorte.