24 de jan de 2012


Todas as ruas
parecem a Presidente
Vargas
todas as esquinas
as mesmas esquinas
os mesmos becos
sem saídas
os mesmos caminhos
tortuosos
os mesmos tormentos

os mesmos motoristas
que avançam o sinal
os mesmos pedestres
atravessando
fora da faixa
os mesmos pedintes
os mesmos famintos
os mesmos miseráveis
os mesmos executivos
de terno e gravata
atrasados pra uma reunião
de alguma multinacional

as mesmas bancas de jornais
do mesmo cara
italiano
que se acha carioca

todas as barbas
se parecem
mas somos todos
iguais